Por Tim Rains - Microsoft

A Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC) oferece excelentes benefícios aos países e seus cidadãos, tais como o aumento da eficiência e da transparência no governo e melhorias na sociedade civil, e tornou-se um importante condutor do crescimento econômico. No entanto, juntamente com esses benefícios vieram novas ameaças, incluindo crimes cibernéticos, como o roubo de identidade e fraude, invasores motivados politicamente que ameaçam a infraestrutura crítica e espionagem econômica e militar sofisticada. Uma série de recentes ataques cibernéticos tem interrompido importantes operações de grandes empresas de energia e financeiras. Esses desenvolvimentos, entre outros, fizeram da segurança cibernética uma prioridade para os governos ao redor do mundo, e têm levado muitos países ou regiões a começar a desenvolver estratégias nacionais de segurança cibernética.  A estratégia de segurança cibernética nacional esboça uma visão e articula prioridades, princípios e abordagens para a compreensão e gestão dos riscos em nível nacional. As prioridades para as estratégias nacionais de segurança cibernética poderão variar segundo cada país ou região. Em alguns países ou regiões, o foco pode estar na proteção contra riscos à infraestrutura crítica, enquanto outros países podem se concentrar em proteger a propriedade intelectual, e outros podem se concentrar em melhorar a conscientização de cidadãos recém-conectados sobre a segurança cibernética.

Com base nas décadas de experiência da Microsoft trabalhando com o governo e a indústria, criamos um conjunto de recomendações para o desenvolvimento de uma estratégia nacional de segurança cibernética. Esta manhã lançamos essas recomendações em um novo white paper, intitulado Developing a National Strategy for Cybersecurity: Foundations for Security, Growth, and Innovation (Desenvolvimento de uma estratégia nacional para a segurança cibernética: fundamentos para a segurança, o crescimento e a inovação), por Paul Nicholas, diretor sênior de estratégia de segurança global e diplomacia, e Cristin Goodwin, advogada sênior de assuntos jurídicos e corporativos.  

Baixe e leia o arquivo:  Developing a National Strategy for Cybersecurity: Foundations for Security, Growth, and Innovation.

Você também pode ler a publicação de Paul e Cristin no blog “On the Issues”: Developing a National Strategy for Cybersecurity: Foundations for Security, Growth, and Innovation.

Tim Rains
Diretor
Computação Confiável