Jean-Philippe Courtois, Presidente da Microsoft Internacional, de visita hoje a Lisboa, anunciou o novo Programa de Cidadania e Responsabilidade Social Corporativa da Empresa para o triénio 2011-2013. Denominado “Elevar Portugal”, o macro programa assenta em 2 pilares-chave (Competitividade e Qualificação) e prevê um investimento directo da Microsoft de 3 milhões de euros até 2013.

No decorrer da Conferência “Elevar Portugal – Compromisso para a Competitividade”, organizada em parceria com a AIP – Associação Industrial de Portugal, o Presidente da Microsoft Internacional, Jean-Philippe Courtois, anunciou o Programa “Elevar Portugal”, um programa abrangente que agrega parcerias, investimentos e iniciativas da Microsoft de 2011 a 2013 na área da Cidadania e Responsabilidade Social Corporativa.


Elevar Portugal até 2013

Por ocasião da celebração dos seus 20 anos em Portugal, olhando para o contexto socioeconómico que envolve o país e os desafios que enfrenta no futuro imediato, a Microsoft Portugal desenhou uma nova iniciativa que pretende ajudar a “Elevar Portugal”.

O “Elevar Portugal” é assim uma iniciativa de cidadania iniciada pela Microsoft mas que se pretende participada e partilhada por outras organizações públicas e privadas que compartam as mesmas preocupações com o país e da mesma vontade de contribuir para o reforço da competitividade. Trata-se de uma iniciativa privada de intervenção cívica, com objectivos claros de cidadania e na óptica da responsabilidade corporativa da empresa para com o país e deverá ser implementada ao longo dos próximos 3 anos, de 2011 a 2013.

A Iniciativa “Elevar Portugal” assenta em 2 pilares estruturais: Competitividade e Qualificação.

Através desta iniciativa, a missão da Microsoft é contribuir directa e indirectamente para o incremento da qualificação tecnológica das empresas portuguesas, assim como dos portugueses actualmente no desemprego, ao mesmo tempo que trabalhando na frente do aumento da competitividade do tecido empresarial português predominante (as micro e pequenas e médias empresas), através de um uso intensivo das tecnologias de informação e através da sensibilização destes empresários para as competências de liderança necessárias à boa gestão das pessoas e do negócio.


1) Competitividade - Aumentar a competitividade das PMEs Portuguesas

Neste pilar, a Microsoft faz hoje 2 anúncios:

1) O reforço, com novo financiamento directo em mais 600,000€, do Programa MAIS - Mediação e Apoio a Incentivos e Subsídios (www.programamais.pt), o programa de apoio e mediação na candidatura das PMEs portuguesas a subsídios europeus para reapetrechamento tecnológico.

O Programa MAIS, criado em 2007, já apoiou 1800 empresas na candidatura a fundos comunitários, com uma taxa de sucesso de 90%. Desde o início, a Microsoft investiu directamente no Programa MAIS 800,000€ para proporcionar a estas 1800 empresas serviços gratuitos de consultadoria. Neste Programa, a Microsoft tem contado ao longo dos anos com o apoio de diversos parceiros, como é o caso actualmente do Banco Santander, que têm tido um efeito multiplicador no dotar o Programa dos fundos necessários para uma capacidade de resposta de elevada qualidade às empresas atendidas.

Até 2013, a Microsoft espera poder vir a apoiar entre 800 a 1000 PMEs nacionais no acesso a fundos Europeus para modernização tecnológica.

2) A Microsoft anuncia igualmente o reforço do Programa BizSpark, programa que disponibiliza software gratuito a start-ups tecnológicas e tem como objectivo facilitar o acesso destas a ferramentas e tecnologias de desenvolvimento de software.

A Microsoft irá estender, até 2013 o Programa BizSpark, que já apoiou mais de 190 novas empresas desde Novembro 2008, num investimento total de 1.7 milhões de Euros em software. No triénio 2011-2013, a Microsoft espera crescer o número de start-ups apoiadas no programa BizSpark em mais novas 150 empresas, e disponibilizar gratuitamente 1.3 milhões de Euros em software.

Em cinco anos, serão ao todo 3 milhões de euros ao serviço do empreendedorismo tecnológico em Portugal.

Novidade adicional, o Programa MAIS irá começar de imediato a apoiar os Empreendedores membros do Programa Bizspark no desenvolvimento dos seus planos de negócio e expansão, ajudando-os e mediando o acesso a novas fontes de financiamento para as suas empresas (banca, capital de risco, etc) .


2) Formação para Emprego mais Qualificado

Aumentar a qualificação tecnológica dos Portugueses desempregados e empregados nas PMEs tradicionais

A Microsoft espera formar mais 10,000 pessoas desempregadas ou empregadas em PMEs tradicionais mas com baixas qualificações, em cursos básicos e avançados de tecnologia, que lhes permitam progredir para empregos mais qualificados e, no caso dos desempregados, reingressar no mercado de trabalho, seja em regime de auto-emprego ou em candidatura a postos de trabalho mais qualificados, dentro ou fora das suas indústrias de origem.

Adicionalmente, a Microsoft irá promover junto dos desempregados inscritos nos centros de emprego, cursos de formação em vendas para empreendedores, com vista à constituição de uma rede de empresários em nome individual que passarão a actuar como seus mediadores na venda comissionada de software Microsoft como serviço (Cloud computing) a PMEs: a Microsoft Portugal pretende assim constituir uma rede de novos parceiros em nome individual até 2013, o que representará uma novidade no seu ecossistema de parceiros, formado até agora exclusivamente por empresas.

Para concretizar este objectivo, a Microsoft anuncia a renovação da sua parceria estratégica com o CITEVE e o financiamento directo a este parceiro em mais de 1 milhão de euros até 2013, 40% dos quais em dinheiro e o restante em software doado. Este financiamento tornará possível um incremento da cobertura e das ambições do programa “Desafio Emprego XXI” gerido por este parceiro, iniciando assim uma nova fase do programa, denominada “Desafio Emprego XXI 2.0”.

Segundo Claudia Goya, Directora Geral da Microsoft em Portugal, “Os programas e parcerias anunciados hoje dentro da iniciativa “Elevar Portugal” são o início de um percurso de três anos, ao longo do qual a Microsoft espera agregar novos parceiros e novos programas com a Qualificação/Empregabilidade e a Competitividade como denominadores comuns.


Mais informações:
• Site 20 Anos/”Elevar Portugal” (comunicados e fotografias do evento):
http://www.microsoft.com/portugal/presspass/imprensavirtual/20anos.mspx