Pensamentos e opiniões abertas sobre Tecnologia

Este blog é dedicado a pensamentos e opiniões livres sobre tecnologia. Blog do Marcos Santos. Click here for the English version

Open XML, ODF, PDF e XPS no Office

Open XML, ODF, PDF e XPS no Office

  • Comments 189
  • Likes

Passaram poucas horas deste importante anúncio feito pela Microsoft. Vivem-se tempos muito interessantes relacionados com o tema da interoperabilidade e nos formatos de documentos.

A Microsoft anunciou que o Office irá suportar o Open Document Format (ODF) v1.1, o XML Paper Specification (XPS), Portable Document Format (PDF) 1.5, PDF/A e os cerca de 20 formatos que já suportava. Igualmente importante é a participação dos engenheiros da Microsoft nos diferentes grupos de trabalho (OASIS (OSF), AIIM (PDF) e  JTC1 SC34 (Manutenção de Open XML e ODF)). O terceiro aspecto é anuncio do roadmap de suporte ao IS29500 (norma ISO) no Office.

Olhando para trás e fazendo um apanhado das actividades locais e mundiais, este é mais um claro sinal dos princípios de interoperabilidade que a Microsoft se comprometeu, que esta noticia vem reforçar e que me parece ser muito positivo.

Depois de todo este processo, é importante que fique claro que não houve vencedores ou vencidos. Os únicos vencedores reais serão as organizações e os consumidores que terão uma maior liberdade e abertura de escolha (openchoice) e a sua vida facilidade com melhores cenários de interoperabilidade.

Espero que, com este anuncio, sinceramente, todas as entidades reconheçam o mérito do formato Open XML, e que a partir de agora todos os desafios à sua implementação/utilização estejam ultrapassados.     

Como disse, vivem-se tempos muito interessantes no tema dos formatos de documentos e este contributo positivo, vem abrir mais um capítulo, que terá os seus próximos desenvolvimentos ao longo dos próximos meses.  Se tudo correr bem, cá estaremos para ver...

Mais detalhes do anúncio: http://www.microsoft.com/Presspass/press/2008/may08/05-21ExpandedFormatsPR.mspx 

Comments
  • Marcos,

    Quando li a noticia não quis acreditar! Vamos então esperar pelos meados de 2009!

    Como alguém dizia, até que enfim boas noticias dos lados de Redmond! Pois é, parece que os sinais dos tempos começam a fazer "mossa" pelo estado de Washington!

    A MS não podia continuar a tapar o Sol com a peneira! E acredito que não tenha mudado radicalmente por vontade própria, julgo antes  terá sido por sentir que os seus clientes podiam começar a ficar descontentes!

    Depois destes anuncio devemos aguardar noticias relativas ao Office Open XML? Pois, parece que o SP a lançar não vai prever o suporte para esse formato!

    Será que toda a controvérsia e as tão faladas e alegadas (ou não) irregularidades da aprovação o OOXML como Standard, terão forçado este anúncio?

    Agora o que era mesmo interessante era ver a MS a dizer que sempre foi acérrima defensora do ODF  ;-)

    Marcos,

    "Espero que, com este anuncio, sinceramente, todas as entidades reconheçam o mérito do formato Open XML, e que a partir de agora todos os desafios à sua implementação/utilização estejam ultrapassados."

    Esta eu não percebi!

    É igualmente curioso que o Marcos venha agora falar nisto

    "Depois de todo este processo, é importante que fique claro que não houve vencedores ou vencidos. Os únicos vencedores reais serão as organizações e os consumidores que terão uma maior liberdade e abertura de escolha (openchoice) e a sua vida facilidade com melhores cenários de interoperabilidade."

    Existe alguma necessidade de justificação por antecipação?

    Jorge

  • Já vi a notícia noutros locais, é sem dúvida uma boa notícia, mas peca por tardia. E é pena que só saia em 2009 e que até lá o ms office 2007  continue a ser um obstáculo aos modelos standard, basta lembrar que o ooxml do office 2007 não é bem o ooxml aprovado na ISO. Pena também é não haverem boas noticias para quem usa versões anteriores do ms office.

    Contudo não quero deixar de citar a estranheza desta notícia, normalmente notícias deste calibre antecedem notícias de processos, multas record, etc... Mas contudo talvez seja eu a especular e a única notícia a sair será talvez de um "Windows GPLv3"

  • Mais uns pontos a favor do suporte de interoperabilidade da diversidade de opções técnicas e liberdade de escolha.

    Neste anuncio da Microsoft destaco o suporte de OASIS ODF 1.1 (actualmente maioria dos produtos não gera ficheiros compativeis com ISO ODF 1.0), o  Adobe PDF 1.5 e Office Open XML (a maioria dos produtos usa este formato e não o formato ISO IS29500).

  • Caro Jorge,

    Fico satisfeito que tenha recebido a noticia com agrado! Até agora o sentimento é geral e isso é muito positivo.

    “Agora o que era mesmo interessante era ver a MS a dizer que sempre foi acérrima defensora do ODF  ;-)”

    Sei que está a brincar, mas vou aproveitar a ocasião para dizer aquilo que sempre disse e mantenho. O Open XML é um formato feito com o objectivo de estruturar milhões de documentos que existem em todo o mundo em formato binário. O ODF não foi criado com essa preocupação e por isso este suporte nada vem modificar as diferenças entre os dois formatos.

    “Esta eu não percebi!”

    O comentário é uma visão minha, de alguém que esteve no processo de normalização do Open XML desde o inicio. Como disse muitas vezes neste blog e noutros, sempre existiu uma grande confusão entre formato e aplicação. E muitas vezes as criticas referiam-se à aplicação em si e à própria Microsoft. Pois bem agora que esses desafios já foram resolvidos seja a nível do formato (o processo ISO), seja a nível da aplicação (estes anúncio e outros) acho que não existem mais argumentos negativos relativo ao formato.

    “Existe alguma necessidade de justificação por antecipação?”

    A experiência diz-me que sim, que existe essa necessidade, já que a capacidade de transformar um anuncio positivo para todos como este, num jogo em que tem de haver um vencedor e um vencido é enorme e acho que isso não deve acontecer!    

  • Caro rdpt,

    Fico satisfeito que tenha achado uma boa noticia. Sendo o rdpt uma pessoa tão céptica relativamente ao que a Microsoft faz, é uma prova que é sem dúvida uma boa noticia.

    As especulações não passam disso, mas um pouco de humor fica sempre bem “"Windows GPLv3"” :-)

  • Caro Vasco Luz,

    Estou em sintonia consigo: liberdade de escolha  e interoperabilidade.

    Sim, é verdade, o suporte do ODF não é a versão ISO, mas sim a versão que está implementada na maioria das aplicações que o suportam.  

  • Caro Marcos,

    Bem sei sou chato, mas não posso deixar de dizer:

    Este anuncio por enquanto não passa disso mesmo! Mais, deixe que lhe diga, nem eu nem a grande maioria das pessoas atentas acredita em actos de contrição repentinos. Aliás, a história está cheia deles, muitas vezes servem um objectivo muito especifico! Neste caso terá alguma coisa a ver com uma multa de vários milhões de euros imposta pela EU?

    Sabe que feliz ou infelizmente, depende dos pontos de vista, há muita gente atenta e habituada a "cambalhotas"!

    Como disse no primeiro comentário estou satisfeito pelo anúncio, mas depois, de ler outras opiniões e reflectir sobre o assunto fiquei mais séptico!

    Caso contrário, se a MS estivesse relamente interessada na interoperabilidade e no "bem" dos seus clientes, porque não fez desde há muito tempo parte do ODF Alliance?

    Em meu entender a vida não tem corrido bem ao Sr Ballmer e, portanto, tem que arranjar qualquer coisa que inverta a tendência.

    Porque daria a MS a possibilidade de toda a gente poder ler e escrever documentos que fossem independentes do produtos onde são criados? Acham que  o Office têm assim tantos argumentos que justifique o custo do seu licenciamento? Não estaria a MS a matar lentamente uma das sua melhores Cash Cows?

    And last but not the least: Haverá ainda muita conversa acerca de licenças e patentes, mas isso deixo para os entendidos na matéria

    Jorge

  • Europe Eyes Microsoft's ODF Pledge

    http://www.informationweek.com/news/software/enterpriseapps/showArticle.jhtml?articleID=207801848&cid=RSSfeed_IWK_ALL

    Jorge

  • Resumo do "roadmap" do OOXML no Microsoft Office (tudo informação tirada do press release da Microsoft):

    * suporte no MS Office 2007: parcial, apenas uma variante não documentada

    * suporte do OOXML: nunca no MS Office 2007 (nem com updates)

    * suporte do OOXML: apenas a partir do MS Office 14 (a próxima versão)

    O que se conclui? A Microsoft vai suportar a norma OASIS ODF 1.1 (que é retro compatível, no upgrade, claro, com o ODF 1.0, ISO 26300) ANTES de suportar o OOXML.

    LOL

  • «actualmente maioria dos produtos não gera ficheiros compativeis com ISO ODF 1.0» -- Vasco Luz

    De salientar que para converter de ODF 1.1 para 1.0 é trivial, e que qualquer documento que seja ODF 1.0 é válido como ODF 1.1.

    Isto é que é retro-compatibilidade.

    Nenhum documento no formato binário da Microsoft é OOXML válido, logo não existe qualquer retrocompatibilidade no formato da Microsoft.

    Nenhum documento OOXML pode ser convertido fielmente nos formatos binários com confiança de fidelidade semelhante à  de 1.1 para 1.0.

  • O curioso é que a Microsoft declarou nas reuniões das CTs que não implementaria ODF a menos que o mercado o exigisse.

    Claramente o mercado exige ODF.

    O OOXML está morto.

  • Agora o que eu disse mantem-se válido: um documento ODF 1.1 não está conforme com o standard ISO ODF 1.0

  • Para que também fique claro o que disse antes.

    A Microsoft ao implementar OASIS ODF 1.1 (não é uma norma ISO mas uma norma OASIS) no Office 2007 vai conseguir ler documentos standard ISO ODF 1.0.

    Isto significa que os clientes Microsoft que utilizam Office 2007 podem interoperar com todos os formatos do mercado, standards ISO, ECMA, OASIS e formatos proprietários de vários fabricantes assim como os formatos binários ou XPS e ainda os formatos PDF da Adobe.

    A meu ver isto é muito bom para os utilizadores do Office 2007, isto é terem a garantia que todos os formatos do mercado são suportados no Office (sem fazer juizo sobre a qualidade dos mesmos).

    Na minha opinião serão no entanto os milhões de utilizadores do Microsoft Office a decidir que formato querem utilizar em total liberdade, e de forma transparente.

    Fica o link para imagem do Office SP2 com o suporte de OpenXMl, ODF, PDF, XPS e formatos binários.

    http://www.mahugh.com/images/blog/2008/05/21/SaveAs.png

  • Caro Jorge,

    “Bem sei sou chato”

    De maneira alguma. As sua perguntas são interessantes e só vêm enriquecer este espaço. Temos opiniões diferentes sobre muitos assuntos mas isso é positivo.

    A mim por vezes custa-me a entender estes sentimentos relativamente à Microsoft. Estou a falar genericamente e não sobre alguém em particular. A Microsoft é uma organização que vai ficar na história mundial e que desperta sentimentos por vezes estremados. Qualquer coisa que faça tem sempre várias leituras e cada um faz a sua. Como diz o ditado é “Preso por ter cão, preso por não ter”.  

    É o preço que tem de “pagar” por ser uma empresa bem sucedida na sua área. Mas a Microsoft é uma organização composta por pessoas e como sabe todos temos os nossos momentos positivos e menos positivos. Por outro lado, a evolução de uma organização e as respectivas decisões são tomadas levando em conta um conjunto de factores, incluindo apresentar resultados positivos. O Jorge chama-lhe cambalhotas eu chamo-lhe estar atento ao que se passa no mercado e tomar uma decisão ponderada e pensada de cada vez. As empresas que conseguem sobreviver e manter-se com resultados positivos durante alguns anos são aquelas que mais rapidamente se conseguirem adaptar às novas realidades do mercado. E com isto, vamos ver o que acontece daqui para a frente!

    Relativamente ao artigo que partilhou, teria todo o gosto em falar com o jornalista que o escreveu e esclarece-lo sobre alguns aspectos que ele refere no seu artigo. O mais importante para mim é quando ele se refere aos dois formatos:

    “…Office 2007 desktop applications suite, which uses a Microsoft version of Extensible Markup Language (XML) as its default file format.”

    “ODF is an open source format backed by Sun Microsystems (NSDQ: JAVA), IBM (NYSE: IBM), and a number of other vendors.”

    Digamos que esta parte necessitaria de uns melhoramentos...

  • Caro Rui,

    Esperava uma reacção diferente da sua parte. Mas mais uma vez não me conseguiu surpreender.

    Criticar, dar a sua opinião é legitimo e como sabe aqui não rotulamos as pessoas. Mas agora o Rui joga com as palavras e deve ser mais especifico e concreto para dar consistência ao que diz, se não corre o risco de parecerem frases feitas e que ninguém dará crédito já que falta uma base forte de justificação. Existem várias pessoas que comentam aqui neste blog e que o fazem muito bem.

    O que lhe pedia era que desse provas destas suas afirmações:

    “Nenhum documento no formato binário da Microsoft é OOXML válido, logo não existe qualquer retrocompatibilidade no formato da Microsoft.

    Nenhum documento OOXML pode ser convertido fielmente nos formatos binários com confiança de fidelidade semelhante à  de 1.1 para 1.0.”

    “O curioso é que a Microsoft declarou nas reuniões das CTs que não implementaria ODF a menos que o mercado o exigisse.

    (…)

    O OOXML está morto.”

    Todos os dias nascem milhares de documentos Open XML (ECMA) que depois serão facilmente convertidos para a norma ISO a quando da nova versão do Office. A experiência de outras situações (formato Office 95 para 97) leva a Microsoft a escolher este caminho para que a transição seja “natural” e sem contratempos.  

    O Open XML está longe de estar morto e cada dia existem mais aplicações que suportam este formato.    

Your comment has been posted.   Close
Thank you, your comment requires moderation so it may take a while to appear.   Close
Leave a Comment