Publicado por Dele Akinsade

Chefe de Evangelismo de Plataforma de Desenvolvedor, África ao Sul do Sara e Ilhas do Oceano Índico

Nunca antes na história a inovação ofereceu a promessa de tanto a tantos em tão curto prazo.
– Bill Gates

Estou muito entusiasmado com os finalistas Africanos do concurso Imagine Cup deste ano. Não é segredo que os jovens Africanos são muito inovadores e os projectos vencedores deste ano são testemunho disto. Dez equipes de todo o continente viajarão para São Petersburgo, Rússia, em Junho, para competir nas finais globais contra 120 países de todo o Mundo. Para além de participarem num acontecimento que pode mudar a vida e terem a oportunidade de vencer o prémio de USD $300,000, os nossos representantes Africanos estarão em um palco mundial no qual podem realçar o papel que os desenvolvedores locais do continente desempenham ao abordar as questões mais críticas do mundo de desenvolvimento.

Possivelmente ouviu falar sobre a nossa Iniciativa  4Afrika, que foi lançada em Fevereiro deste ano, e assenta na crença que a tecnologia pode acelerar o crescimento em África, e a África pode também acelerar a tecnologia
para o Mundo
.  É esta ideia que me dá tanta paixão sobre os nossos desenvolvedores locais e me entusiasma sobre a Imagine Cup. Esta competição constitui somente um dos nossos muitos programas YouthSpark concebidos para criar oportunidades para centenas de milhões de jovens em todo o Mundo.

Por isso, juntem-se a mim aplaudindo e apoiando os finalistas Africanos no concurso Imagine Cup 2013:

Nigéria

Equipe Life Saver da Universidade Obafemi Awolowo e Universidade Ladoke Akintola de Tecnologia desenvolveram uma aplicação designada CardioLife, que auxilia a evitar ataques cardíacos controlando as leituras cardíacas no momento através de Microsoft Windows Phone. Também proporciona um programa de reabilitação para pacientes que sofreram ataque cardíaco usando o sensor Kinect.

Equipe Life Saver

Tunísia

Equipe Wise, incluindo membros das Universidades ENIT, INSAT, e Time, viajarão para as finais para apresentar a sua aplicação, Drive Alive, que reduz o risco de adormecer ao volante. Proporcionando um programa de viagem, alerta os condutores sobre qualquer área de repouso ao longo da sua rota e isto é calculado segundo padrões recomendados de sono e períodos máximos de condução.


Equipe Wise

Uganda

Os vencedores do Uganda, Equipe Code 8 da Universidade Makerere, desenvolveram uma solução designada Matibabu que produz diagnóstico de malária sem picadas em qualquer parte do corpo! Esta tecnologia de vanguarda utiliza um sensor de luz ligado a um computador tipo tablet que passa sobre um dedo para diagnosticar a doença.

 

Equipe Code 8

Marrocos

A submissão vencedora da Equipe GreenMust transforma a reciclagem em divertimento num esforço para fomentar hábitos ambientalmente amigáveis. Os utentes recebem informação ‘verde’ e vencem pontos e cupões por verificar os seus desperdícios recicláveis. Isto também proporciona um mercado virtual para que recicladores e colectores se encontrem com indivíduos e corporações que acumulam um grande volume de desperdícios recicláveis.


Equipe GreenMust

Quénia

A Equipe PI CRAFT da Universidade Jomo Kenyatta são os finalistas do Quénia, com o seu projecto denominado Protégé. A aplicação permite que pessoas de todo o Mundo pesquisem lares infantis e centros de reabilitação, enviem donativos, e adoptem virtualmente uma criança. Tudo isto através dos seus smartphones Windows!

Equipe PI Craft recebendo o seu prémio: Uma viagem paga para concorrer nas finais globais em São Petersburgo, Rússia

África do Sul

A Equipe SentiMeter da Universidade de Joanesburgo na África do Sul, alcançaram as finais da Imagine Cup outra vez! Desenvolveram uma ferramenta de análise de uma vasta base de dados de média social designada SentiMeter, que compete com produtos tais como Brandseye,Radian 6 e BrandWatch. SentiMeter já despertou interesse de companhias que a querem adquirir.


Os Criadores de SentiMeter

Egipto

A Equipe MASKed Ninjas da Faculdade de Engenharia da Universidade do Cairo conquistaram lugar cimeiro com a sua aplicação designada Videolater. Foi concebida para proporcionar aos utentes uma experiência mais interactiva dos noticiários, pesquisando automaticamente breves vídeos em linha sobre as notícias que estão a ser lidas. De acordo com a equipe, “As pessoas com smartphones querem tocar e sentir as notícias.”

 

Participantes na final no Egipto

Botswana

A Equipe Tandabala do Colégio de Engenharia de Software de Botho desenvolveram um sistema de pagamento de reformas designado Tandabala. A aplicação permite que reformados idosos, veteranos da Guerra Mundial, e desamparados recebam os seus pagamentos de assistência social a partir de locais remotos. Esta é uma solução para uma questão muito importante pois muitos reformados em áreas rurais longínquas não podem alcançar facilmente estações centrais de pagamento tais como estações de correio. Já existem 30.000 reformados registados que beneficiam desta aplicação.

 

Equipe Tandabala

Angola

A Equipe UMA, consistindo de quarto estudantes da Universidade Metodista Angolana (UMA) inventou a versão Windows de um jogo popular designado “Don’t Fret” ou “Não Te Irrites”.  Jogado entre quatro jogadores concorrentes em dispositivos diferentes, este jogo excitante pode agora ser apreciado entre amigos em locais diferentes.


Equipe UMA

Costa do Marfim

A Equipe Kernel da Costa do Marfim venceu as finais regionais da África Ocidental e Central que tiveram lugar em Dakar, Senegal. A sua inovação, Neoformily, significando nunca se esqueça da sua família, auxilia os pacientes com doença de Alzheimer e perturbações de memória a reconhecer os seus entes queridos através de reconhecimento de face e voz.


Equipe Kernel

Cada equipe concorrente merece o mais elevado reconhecimento pela criatividade e imaginação aplicada a alguns dos maiores desafios mundiais. Todas estas soluções terão impacto no futuro e inspirarão outros. Como a Imagine Cup foi lançada há uma década, mais de 1,65 milhões de estudantes através do globo participaram e muitos destes vieram a criar inícios prósperos nos seus países. Assim, vamos apoiar estas equipes e proporcionar-lhes o nosso apoio total!

Se você é um estudante com uma boa ideia para uma aplicação, encorajo-o a entrar na competição do ano próximo. Ainda mais, não se esqueça que o programa da Microsoft BizSparkprogramme, outra iniciativa YouthSpark, é um modo excelente de obter o apoio de que necessita para lançar o seu negócio inicial

Então, por que espera? Sonhe, construa, viva, e vença!