December, 2012

  • O Acesso Digital no Mundo em Vias de Desenvolvimento Torna-se Realidade através de Parcerias

    Publicado por Anthony Salcito
    Vice-Presidente de Educação no Mundo, Microsoft

    Post do blog Microsoft on the Issues
    clip_image002Um dos grandes privilégios do meu emprego é que, todos os anos, por esta altura, acolhemos o Fórum Global da Aliança pela Educação –as Olimpíadas da educação inovadora. Todos os participantes (quase 500 educadores provenientes de mais de 80 países) são excepcionais; contudo, quando no Sábado à noite vi uma professora do Paquistão – Munazza Riaz – subir ao palco para receber o equivalente à medalha de ouro na educação senti arrepios de emoção. Lia-se-lhe no rosto a alegria ao levantar a bandeira do seu país.

    Pensem por alguns momentos nos enormes desafios e obstáculos que Munazza teve de superara para alcançar o que alcançou. Contudo, ela é apenas uma professora, uma ilha de excelência num oceano de escolas que não oferecem estas oportunidades, devido a falta de formação e de acesso digital.
    Hoje em dia fala-se muito sobre a nuvem. Embora a nuvem ofereça enormes possibilidades, a verdade é que, sem acesso, a promessa é vazia. Em países como o Haiti e por quase toda a África Subsaariana, 90% das escolas rurais não tem energia eléctrica. Sem energia, é impossível o acesso digital. E assim, o fosso de oportunidades para os jovens torna-se cada vez mais fundo.

    Quase um bilhão de jovens enfrentam este fosso de oportunidade – a distância entre aqueles que têm o acesso, as competências e as oportunidades para terem sucesso, e aqueles que não as têm. Steve Ballmer anunciou, há pouco tempo, a YouthSpark, uma iniciativa que abrange toda a empresa da Microsoft e que tem por objectivo criar oportunidades para 300 milhões de jovens em todo o mundo e contribuir para transformar o sistema de educação e alargar a inclusão digital a fim de capacitar os jovens a serem agentes de transformação do seu próprio mundo.