September, 2012

  • Onde Estão os Construtores do Futuro de África?

    Publicado por Louis Otieno
    Director Regional, Desenvolvimento e Estratégia Empresarial da Microsoft Africa

    Fonte original: “This is Africa - Where Have Africa's Future Builders Gone?

    "Os jovens em todo o mundo enfrentam um novo fosso de oportunidades entre aqueles que têm acesso a uma boa educação, que têm as competências necessárias e os contactos necessários para obterem o sucesso, e aqueles que não têm."

    No ano 2000 foi definida a meta da Educação para Todos e os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio. Doze anos mais tarde, o mundo é um lugar muito diferente. Quando olhamos à nossa volta, notamos muita incerteza. O cenário económico e político do Médio Oriente e da África do Norte continua em evolução no rescaldo da Primavera Árabe. A recessão mundial exacerba o problema do desemprego, mesmo em pontos do globo onde os efeitos do abrandamento económico são menos evidentes como é o caso da África Subsaariana.

    Muito em particular, o desemprego juvenil continua a aumentar na região, o que cria um problema enorme. Não podemos perder de vista os jovens que serão responsáveis por moldar as economias de amanhã. Estes ‘futuros construtores’ têm o potencial para questionar as situações estabelecidas, contudo, num mercado de trabalho em contracção as suas opções são cada vez mais limitadas. Prontos a desempenhar um papel importante na recuperação económica, os nossos construtores do futuro precisam do nosso apoio. Como poderemos criar uma economia mais inclusiva?

    Ler mais

    clip_image001

  • Malawi 2.0: regressámos para fazer a diferença

    Director Geral, Serviços de Apoio ao Cliente para a Europa, Médio Oriente e África

    Por volta desta altura, no ano passado, acompanhei uma equipa de dez engenheiros da Microsoft dos Serviços de Apoio ao Cliente (Região da Europa, Médio Oriente e África ou EMEA na abreviatura inglesa) a Blantyre no Malawi para ajudar a lançar a parceria de aprendizagem do Malawi, Malawi Learning Partnership. Durante a visita instalámos uma rede que ligou quatro escolas e que irá permitir aos professores, estudantes e parceiros colaborarem entre si no sentido de melhorar a educação no país.

    O impacto que a viagem teve em nós, e a enorme diferença que, como constatámos na altura, pudemos fazer em apenas uma semana, levou-nos a regressar este ano a fim de oferecer mais apoio para a formação das parcerias de aprendizagem do Malawi (Malawi Learning Partnership) e dar mais apoio às escolas em Blantyre. A equipa montou vários laboratórios de informática, computadores fixos, realizou oficinas de trabalho DigiGirlz, e deu formação a 23 professores, tendo trabalhado sem descanso todos os dias a fim de poder benificiar o maior número possível de escolas. Os membros da equipa encontraram soluções para problemas novos que se levantaram, sentiram-se inspirados por histórias incríveis, e regressaram aos seus lares com uma perspectiva diferente sobre a vida.

    image

    23 professores de 13 escolas diferentes receberam formação sobre como montar os seus próprios laboratórios informáticos, aprenderam técnicas básicas para solucionar problemas e aprenderam a fazer a manutenção de computadores