Bom Dia !

Microsoft Server Application Virtualization baseia-se na tecnologia utilizada na Client Application Virtualization, permitindo a separação do estado e da configuração do aplicativo da chamada do sistema operacional. Esta separação e a criação de um imagem fechado permite que aplicativos existentes no Windows, não especificamente para Windows Azure, podem ser instalados em uma “Worker Role” de Windows Azure. Fazemos isso de uma forma em que o estado do aplicativo é mantido entre reinicializações ou movimento da “Worker Role”. Este processo permite que aplicativos existentes, podem ser implementados diretamente sem modificação no Windows Azure, fornecendo ainda mais flexibilidade as organizações de aproveitar os recursos da nuvem.

Analisando os recursos nos podemos ver que a Application Virtualization pode oferecer:

Mobilidade dos aplicativos:

Server Application Virtualization permite que as organizações movam seus aplicativos de data centers locais para Windows Azure para aproveitar a disponibilidade e escalabilidade sobre demanda . Esta mobilidade fornece um único nível de flexibilidade para organizações como suas necessidades evoluem, permitindo que o movimento de um ambiente para outro conforme necessidades dos seus negócios sem a necessidade de reescrever o aplicativo.

Simplifica a implantação:

Com Server Application Virtualization, organizações são capazes de virtualizar aplicativos uma vez e, em seguida, implantar esses pacotes conforme necessário. Esse processo cria um método para gerenciar aplicativos, simplesmente e eficiente em toda a sua plataforma de Windows Server ou Windows Azure.

Redução dos custos operacionais

Usando Microsoft Server Application Virtualization organizações podem obter os benefícios de gerenciamento reduzido da plataforma Windows Azure para seus aplicativos existentes. Isso é oferecido através do Microsoft Server Application Virtualization que está sendo implantado na plataforma Windows Azure, ou seja, organizações  obtém os benefícios do Windows sem a necessidade de gerenciar um servidor de Windows.

Com a Microsoft Server Application Virtualization as organizações são capazes de virtualizar aplicativos uma vez e, em seguida, implantar na sua plataforma de Windows Server ® ou para Windows Azure. Microsoft Server Application Virtualization converte aplicações tradicionais em imagens de estados separado sem a necessidade de alterações no código, permitindo que você hospedar uma variedade de aplicações de Windows 2008 no “WorkerRole” de Windows Azure. O processo de conversão é feito usando o App-V Server. Quando o aplicativo do servidor é sequenciado, as definições da configuração, serviços e recursos que o aplicativo usa são detectados e armazenados. O aplicativo sequenciado, em seguida, pode ser implantado via Server Application Virtualization Packaging Tool para uma  “Worker Role” no Windows Azure como um arquivo. Fantástico!!!! 

Microsoft Server Application Virtualization e a VM Role de Windows Azure

Microsoft Server Application Virtualization e a VM Role de Windows Azure VM são tecnologias complementares que fornecem opções para migrar seus aplicativos existentes do Windows para Windows Azure. Com a função de VM Role, você está copiando um arquivo VHD Hyper-V com o sistema operacional e aplicativo instalado para o Windows Azure. Com servidor App-V, você está capturando uma imagem do aplicativo com o Server Application Virtualization Sequencer, copiando a imagem até ao Windows Azure com Server Application Virtualization Packaging Tool e implantá-lo em um papel de “Worker Role” de Windows Azure.

Conectar-se novamente à sua rede Local

Para a maioria de vocês, os aplicativos locais que você deseja virtualizar provavelmente têm que acessar recursos locais dentro de seu domínio ou em seu datacenter. Como você pode configurar o aplicativo virtualizado acessando a rede interna depois que você mudou para Windows Azure?"

Com Windows AzureConnect (Beta) , você pode criar essa ligação de dentro de Windows Azure volta para sua rede. Isso cria conexões IPsec protegida entre máquinas (físicas ou virtuais em ) e Windows Azure. Tenha em mente que você terá para contabilizar a latência entre executando parte de seu serviço no local e parte fora, porque você está executando parte de seu aplicativo em um datacenter e parte em outro.

Atualmente, o Microsoft Server Application Virtualization  CTP  é só para pessoas convidadas mas por favor, fique atento para mais informações sobre esta tecnologia e algum meses !!!

Video da tecnólogia: http://player.microsoftpdc.com/Session/6f853fa2-06f6-45e5-ac25-18c31cc4ba32

Markus

Informações baseados no CTP e blog do “Project Team”