Olá, tudo bem?

Desta vez nos vamos se dedicar na continuação da serie sobre a computação em nuvem. Na minha percepção, milhões de pessoas estão escrevendo milhões de artigos sobre este assunto, só por motivos de criar audiência e sustentar esta nova visão de arquitetura.

Em nesta onda de artigos, o que mim mais preocupa é que a maioria das professionais de TI não coloquem in consideração no processo de decisão às experiências da computação local. Isto parece para mim igual uma pessoa que tem um cachorro muito lindo, que ela cuida muito bem. Mas depois de um tempo ela percebeu que o cachorro não era como ela gostaria! Isto motiva a ela de chegar à conclusão de ir a próxima loja de animais e comprar um cachorro novo, sem pensar como ela poderia melhorar o comportamento do cachorro atua e no fato que ela precisa agora cuidar dos dois cachorros com o mesmo orçamento!

Como analisar novas tecnologias

Agora vocês vão pensar, porque Markus esta falando de cachorros! Na minha visão muitas professionais de TI definiam decisões, passeado em emoções (Geeks) e não em uma análise definida incluindo aspectos de negócio. Como nos podemos definir métricas para uma análise sobre possíveis benefícios da computação em nuvem sem ser emocional (Fator Geek) ?

Importante lembrar que computação em nuvem não pode ser apenas uma nova estratégia de cumprir as metas de reduzir custos operacionais na área de TI. O potencial da computação em nuvem na minha visão é de criar vantagens competitivas na área de negócio baseado no aumento de agilidade e redução do tempo de entrega.

Os dez pontos que eu uso na análise de novas tecnologias:

  1. Entender a visão e estratégia de negócio da sua empresa.
  2. Entender a maturidade do seu ambiente de TI local.
  3. Entender a computação em nuvem em seus aspectos arquiteturais.
  4. Analisar as capacidades e limitações da computação em nuvem.
  5. Analisar como estas capacidades podem sustentar as estratégias de negocio
  6. Analisar como estas capacidades podem criar vantagens competitivas de negocio.
  7. Analisar possíveis benefícios que se refletem na redução dos custos operacionais de TI
  8. Analisar como estas novas capacidades se integra nos processos existentes
  9. Documentar seus resultados baseado em indicadores pré-definidas e comunicadas.
  10. Fazer a decisão baseado nos documentos gerados.

Entender os princípios da computação em nuvem privada

Os princípios mencionados neste post fornecem as regras e diretrizes gerais para suporte à computação em nuvem privada. Eles são persistentes, raramente alteradas, e informar e apoiar a forma como cumpre a sua missão e objetivos. Estes princípios são interdependentes e muitas vezes formam a base sobre a qual uma nuvem privada é criada.

Os Sete princípios da computação em nuvem privada:

  1. Percepção de capacidade infinita
  2. Previsibilidade consistente
  3. Provedor de Serviço de infraestrutura (IaaS)
  4. Resiliência e Redundância garantida e transparente
  5. Automação e Orquestração dos processos de TI
  6. Otimização do Uso de Recursos deTI
  7. Incentivar Comportamento do Consumidor desejado e prevenir mal uso de recursos de TI

Na próxima vez nos vamos analisar cada um dos sete princípios em detalhe.

Até o próximo post,

Markus

Baseado no artigo: http://blogs.technet.com/b/privatecloud/archive/2010/10/12/private-cloud-principles.aspx