Artigo original publicado na terça-feira, 15 de janeiro de 2013

O artigo sobre o OAB no Exchange Server 2013 mostrou a nova arquitetura de geração e distribuição do OAB (catálogo de endereços offline) no Exchange Server 2013. Caso ainda não tenha lido o artigo, dedique um tempo para isso. Caso contrário, consulte-o para relembrar.

O gerenciamento e a administração do OAB são diferentes no Exchange 2013 em função das alterações na arquitetura. Além disso, o novo Centro de administração do Exchange não tem opção de gerenciamento de OABs. Isso significa que, no momento, você deverá usar o Shell de Gerenciamento do Exchange para realizar tarefas relacionadas ao OAB.

Este artigo mostra tarefas comuns de administração do OAB, com alguns cenários reais que o ajudarão a compreender as tarefas.

Observação: caso você esteja em um ambiente de domínio do Active Directory com várias florestas, certifique-se de que a sessão de Shell tenha ViewEntireForest habilitado. Caso contrário, alguns dos comandos no artigo não produzirão saída.

Comando para habilitar ViewEntireForest:

Set-ADServerSettings -ViewEntireForest $true

Criando um novo OAB

A criação de um novo OAB no Exchange 2013 dispensa o parâmetro -Server. Para criar um novo OAB, só é preciso especificar as listas de endereços que serão solicitadas.

O exemplo a seguir cria um OAB para uma lista de endereços chamada “Global Address List FAB”

New-OfflineAddressBook -Name OAB-FAB -AddressLists "Global Address List FAB"

Identificar os servidores de geração do OAB

As caixas de correio de arbitragem no Exchange Server 2013 têm atribuídas a elas certos "recursos persistentes", que definem a finalidade/função da caixa de correio de arbitragem.

Uma caixa de correio de arbitragem com o recurso persistente “OrganizationCapabilityOABGen” é responsável pela geração do OAB. Neste artigo, nós a chamaremos de "caixa de correio de organização".

O servidor de caixas de correio do Exchange Server 2013 que hospeda a caixa de correio de organização gerará todos os OABs definidos no ambiente.

Para um ambiente que não seja DAG, use o seguinte comando para identificar os servidores de geração de OAB:

Get-Mailbox -Arbitration | where {$_.PersistedCapabilities -like "*oab*"} | ft name,servername

imagem

Para um ambiente DAG, a identificação dos servidores de geração de OAB é composta de duas etapas.

Etapa 1: identificar o banco de dados de caixas de correio que hospeda a caixa de correio de organização com recurso de geração de OABs.

Use o comando a seguir para listar as caixas de correio de arbitragem com recursos persistentes de geração de OABs e o banco de dados no qual a caixa de correio está hospedada:

Get-Mailbox -Arbitration | where {$_.PersistedCapabilities -like "*oab*"} | ft name,database

imagem

Etapa 2: identificar o servidor de caixas de correio no qual o banco de dados que hospeda a caixa de correio de organização está montado

Use o comendo a seguir para identificar a cópia ativa do banco de dados de caixas de correio:

Get-MailboxDatabaseCopyStatus db1

imagem

O servidor cujo banco de dados tem status "montado" é o servidor atual de geração de OABs.

Alterar o servidor de geração de OABs

Há dois métodos para alterar o servidor de geração de OABs.

Transferir a caixa de correio

Transfira a caixa de correio de organização para um banco de dados de caixas de correio em um servidor que deverá ser designado como servidor de geração de OABs.

Exemplo:

DB1 é um banco de dados com cópia única presente no servidor Exch1; ele hospeda a caixa de correio de organização. DB2 é um banco de dados de caixas de correio presente em Exch2.

O comando a seguir pode ser usado para transferir a caixa de correio de organização para DB2 e transformar Exch2 no servidor de geração de OABs.

Get-Mailbox -Arbitration -database db1| where {$_.PersistedCapabilities –like “*oab*”} | New-MoveRequest -TargetDatabase db2

Este método é mais adequado para ambientes com cópia única do banco de dados de caixas de correio que hospeda a caixa de correio de organização.

Ativar o banco de dados de caixas de correio em outro servidor

Este método é adequado para ambientes com várias cópias do banco de dados de caixas de correio que hospeda a caixa de correio de organização.

Exemplo:

DB1 hospeda a caixa de correio de organização e possui cópias nos servidores Exch1 e Exch2. DB1 está ativo em Exch1.

O comando a seguir pode ser usado para ativer DB1 em Exch2, transformando-o no servidor de geração de OABs:

Move-ActiveMailboxDatabase DB1 -ActivateOnServer Exch2

Observação: consulte as instruções em "Posicionamento da caixa de correio de organização" a seguir antes de alterar o servidor de geração de OABs.

Criando uma nova caixa de correio de organização

Os administradores podem criar caixas de correio de organização adicionais para fins de tolerância a falhas ou para atender a usuários em implantações do Exchange distribuídas por diversas regiões.

A criação de uma nova caixa de correio de organização é composta de duas etapas:

Etapa 1: criar uma nova caixa de correio de arbitragem

New-Mailbox -Arbitration -Name "OAB Seattle" -Database DB2Seattle -UserPrincipalName oabs@contoso.com –DisplayName “OAB Mailbox for Seattle”

Etapa 2: habilitar o recurso de geração de OABs

Set-Mailbox -Arbitration oabs -OABGen $true

Observação: consulte as instruções em "Posicionamento da caixa de correio de organização" a seguir antes de criar mais caixas de correio de organização.

Alterando o cronograma de geração de OABs

Até o Exchange Server 2010, a geração de OABs era baseada em um "cronograma" definido nas propriedades do OAB. É possível que você veja um "cronograma" definido ao visualizar as propriedades do OAB do Exchange 2013. Porém, a geração de OABs do Exchange Server 2013 não ocorre de acordo com o "cronograma" definido nas propriedades do OAB:

imagem

Em vez disso, a geração de OABs no Exchange Server 2013 ocorre de acordo com as propriedades OABGeneratorWorkCycle e OABGeneratorWorkCycleCheckpoint, configuradas no servidor de caixas de correio.

Exemplo:

imagem

Os valores na captura de tela acima indicam que o OAB é gerado uma vez por dia.

Qual servidor de caixas de correio processou a solicitação de download do OAB?

A função CAS do Exchange Server 2013 CAS envia a solicitação de download do OAB para um servidor com a função de caixa de correio apropriada. A função CAS mantém um registro de todas as solicitações realizadas em arquivos de log, presentes na pasta %ExchangeInstallPath%\Logging\HttpProxy\OAB\

Esses arquivos de log são excelentes para identificar qual servidor de caixas de correio o CAS selecionou para atender à solicitação.

Informações de alguns campos importantes do arquivo de log:

CampoDescrição
UrlStem Útil na identificação do OAB baixado, além de mostrar se foi um download completo ou incremental
AuthenticatedUser Nome do usuário que solicitou o OAB
AnchorMailbox Caixa de correio de organização ou DN identificado como o mais adequado para atender à solicitação de OAB
ServerHostName Nome do servidor CAS que atendeu à solicitação
HttpStatus Código de status da ação Proxy
ProxyAction Ação que o servidor CAS realizou em relação à solicitação; será "Proxy" na maioria das vezes para OABs do Exchange 2013
TargetServer Nome do servidor com a função de caixa de correio ao qual a solicitação foi enviada

O arquivo de log pode ser importado no Excel para melhorar a leitura.

Exemplo:

imagem

Forçando a geração de OABs

Há dois métodos para forçar o início imediato da geração de OABs do Exchange Server 2013.

Método 1: Update-OfflineAddresBook

O comando a seguir forçará a geração de um OAB chamado "Default Offline Address Book" em todas as caixas de correio de organização.

Update-OfflineAddressBook "default offline address book"

Observação: esse comando iniciar uma solicitação PRC, enviada a todos os servidores de caixas de correio que hospedam uma caixa de correio de organização ativa.

Método 2: reiniciar o serviço do assistente de caixa de correio.

O assistente de caixa de correio do Microsoft Exchange na função de caixa de correio é responsável pela geração de OABs. Quando o serviço é reiniciado, ocorre a geração de todas as OABs definidas no ambiente em um servidor de caixas de correio específico, caso ele esteja hospedando uma caixa de correio de organização ativa.

Posicionamento da caixa de correio de organização

A função CAS do Exchange Server 2013 CAS transfere a solicitação de download do OAB para o servidor de caixas de correio "mais próximo" que hospede uma caixa de correio de organização ativa. Ela poderá transferir a solicitação utilizando o mecanismo round robin caso encontre mais de uma caixa de correio de organização ativa no mesmo site do AD. Isso pode levar ao download frequente de OABs completos.

Por isso, recomenda-se planejar o posicionamento da caixa de correio de organização de modo que haja uma caixa de correio de organização ativa em um site do AD. Isso é aplicável à criação de uma nova caixa de correio de organização, bem como à criação de cópias do banco de dados de caixas de correio que hospeda uma caixa de correio de organização.

Cenários

Os cenários a seguir mostram situações reais para explicar mais a fundo os novos métodos de gerenciamento de OABs.

Cenário 1: criar uma nova caixa de correio de organização

A Contoso possui servidores com as funções CAS e caixa de correio do Exchange Server 2013 implantados em instalações em Dallas e Seattle. John, o administrador do Exchange da Contoso, analisa os arquivos de log de proxy http nos servidores CAS e percebe que a solicitação de download do OAB dos usuários de Seattle está indo para os servidores de Dallas. Em uma investigação mais detalhada, John percebe que há apenas uma caixa de correio de organização em Dallas e, por isso, as solicitações de download do OAB de todos os usuários vão para o servidor em Dallas.

Ele decide criar uma nova caixa de correio de organização em Seattle com os seguintes comandos:

Etapa 1: criar uma nova caixa de correio de arbitragem

New-Mailbox -Arbitration -Name "OAB Seattle" -Database DB2Seattle -UserPrincipalName oabs@contoso.com –DisplayName “OAB Mailbox for Seattle”

Etapa 2: habilitar a caixa de correio de arbitragem com o recurso de geração de OABs

Set-Mailbox -Arbitration oabs -OABGen $true

Cenário 2: personalizar o cronograma de geração de OABs

Ben é o administrador da implantação do Exchange 2013 na Tail Spin Toys. O cronograma padrão de geração de OABs não é adequado à empresa. Por isso, eles desejam gerar um OAB a cada quatro horas, aproximadamente.

Ben usará o seguinte comando para alterar as propriedades dos servidores de caixas de correio que hospedarão a caixa de correio de organização.

Set-MailboxServer Exch1 -OABGeneratorWorkCycle 01.00:00:00 -OABGeneratorWorkCycleCheckpoint 04:00:00

Após alguns dias, Ben analisa o evento com ID 17002 no log do aplicativo para se certificar de que o OAB é gerado a cada quatro horas.

imagem

Espero que este post tenha sido útil! Deixe seus comentários abaixo!

Bhalchandra Atre

Esta é uma postagem de blog traduzida. Consulte o artigo original em Managing OAB in Exchange Server 2013