Artigo original publicado em 17 de maio de 2012, quinta-feira

Recentemente, os clientes que usam o OWA (Outlook Web App) têm ressaltado o assunto da acessibilidade de aplicativos Web como sendo de alta prioridade. Uma das causas dessa muvuca em torno do assunto é o padrão criado pelo W3C denominado ARIA (Aplicativos da Internet Ricos Acessíveis). Apesar de o padrão existir já faz algum tempo, o suporte a ARIA na maioria dos navegadores da Web mais comuns foi aprimorado recentemente. Queremos compartilhar nossas ideias sobre o tema e comunicar que o suporte a ARIA está chegando nas versões futuras do OWA!

Acessibilidade é um termo relacionado à maneira como usuários com alguma limitação na visão, mobilidade, audição etc. podem ter acesso a todas as funcionalidades de um aplicativo por meio de uma interface do usuário otimizada para as circunstâncias desse usuário. Por exemplo, muitos usuários cegos interagem com computadores por meio de leitores de tela, que leem o texto da interface do usuário em voz alta. Outro exemplo são usuários com mobilidade reduzida que não conseguem usar um mouse e dependem do reconhecimento por voz para ditar as palavras, além de designs alternativos de teclado que navegam pela interface do usuário somente por entrada pelo teclado.

O Microsoft Office, incluindo o Microsoft Outlook, que é um complemento do OWA, oferece alto nível de suporte a acessibilidade há muitos anos pela tecnologia MSAA (Microsoft Active Accessibility) e mais recentemente pelas estruturas UIA (Automação da Interface do Usuário) na plataforma Windows. Só que a acessibilidade é mais difícil no caso das experiências de email baseado na Web devido à incompatibilidade entre muitas tecnologias de acessibilidade e aos comportamentos dos novos aplicativos Web dinâmicos/complexos. Temos uma dura escolha entre: ficar de fora da maioria dos comportamentos de aplicativos Web dinâmicos e complexos e garantir excelente acessibilidade; ou criar modernos aplicativos Web 2.0 sem total suporte a acessibilidade. Para o OWA 2007 e 2010, essa não era uma escolha que podíamos fazer, por isso nossa solução foi permitir as duas situações. Criamos o OWA Premium, que usa todo o potencial do Web 2.0, e o OWA Light, que é uma interface do usuário bastante acessível criada quase que exclusivamente em HTML 4.0. Quando as pessoas acessam suas caixas de correio do Exchange pela primeira vez com o OWA, precisam informar se gostariam de usar a experiência do OWA otimizada para acessibilidade.

Ao longo dos anos, os recursos de interoperabilidade do leitor de tela e de navegação pelo teclado do OWA Light passaram a oferecer uma solução de acessibilidade única em relação à maioria dos aplicativos Web modernos e apreciada pelas pessoas que dependem dela no dia a dia. Mas os padrões da Web estão evoluindo. As pessoas imaginam se o ARIA está maduro o suficiente para migrarmos de uma solução de dupla interface do usuário e aprimorarmos a acessibilidade do OWA. Depois de testemunharmos a evolução do ARIA e de o testarmos em versões recentes dos navegadores da Web com suporte, a resposta é clara: em breve implementaremos o ARIA nas versões futuras do Outlook Web App.

Kristian Andaker
Gerente de Programas de Grupo da Microsoft
em nome da equipe do OWA

Esta é uma postagem de blog traduzida. Consulte o artigo original em Is ARIA ready to make Web 2.0 accessible? The OWA team says "YES!"