Como parte do time aqui na Microsoft Brasil por nossa linha de Gerenciamento & Segurança de datacenters, uma solicitação e cenário comum é o pedido de clientes pequenos ou médios (ou mesmo clientes grandes, com algumas particularidades) a terem acesso a ferramentas de gestão de conformidades, sem a necessidade de grandes implementações e/ou investimentos.

Foi por isso que nasceu o Windows Intune. Ele é comercializado na forma de Cloud Computing; isto mesmo, o Windows Intune é uma solução que chamamos de SaaS (Software como Serviço), ou seja, é como se fosse uma assinatura, onde o cliente paga apenas pelos dispositivos gerenciados, e o melhor, sem a necessidade de criar grandes implementações ou configurações complexas.

Mas o que exatamente é o Windows Intune? Bem, de forma simples, podemos dizer que ele é um System Center Configuration Manager (SCCM) "light". Por que light? Bem, por que o Windows Intune não possui todas as funcionalidades disponíveis no SCCM. Claro que o plano da Microsoft é evoluir o produto no futuro, mas o quadro abaixo representa bem essas diferenças:

Significa que empresas grandes não podem adotar o Windows Intune? Bem, a adoção ou não do Intune vai depender muito mais de quais funcionalidades a empresa procura. Por exemplo: se deployment de software e OS é mandatório, a empresa deve optar pelo SCCM, no modelo tradicional, on-premisse. Mas se a empresa precisa apenas de inventário de software e hardware e deployment de patches, o Windows Intune pode ser a solução.

Essa é a beleza da coisa: o poder da escolha. A Microsoft vai continuar a investir pesado nas soluções de gestão de datacenter, conformidades e desktops. E vai estender essas soluções para todos os tipos e tamanhos de empresas.

Quer saber mais sobre o produto? Acesse o site http://www.windowsintune.com.br . Assista ao video, logo na página inicial, que mostra realmente a vida como ela é  ;-)

 

[]'s