Pessoal,

Essa semana um dos maiores players de mercado em Virtualização (VMWare) fez alguns anúncios relacionados à sua nova plataforma de (vSphere 4), que promete, entre outras coisas, uma infraestrutura pronta para a “nuvem”.

Discussões à parte, do ponto de vista arquitetural, não há nada substancialmente novo, uma vez que a própria VMWare e outras empresas, como nós, Microsoft, já temos recursos que possibilitam tal prática. A Microsoft já vem por uns 06 anos falando a respeito de “Datacenter Dinâmico”, ou, Dynamic IT, que é o mesmo conceito: provisionar, dinâmicamente, recursos (software, hardware, etc) de acordo com as demandas flutuantes do negócio. Adicionalmente, nós estamos realmente investindo em um sistema operacional adaptável às condições e necessidades da nuvem (Windows Azure)

O diferencial é que a Microsoft optou por “embutir” dentro de seu Sistema Operacional (Windows Server 2008), a camada de hypervisor (Hyper-V), ou seja, nossos clientes hoje não compram virtualização, eles compram o sistema operacional já conhecido (File, print, Active Directory) e ativam o módulo de virtualização. Simples assim.

É claro que estamos preocupados com a evolução de nosso produto e por isso, nessa semana, fizemos o anúncio Live Migration and Host Clustering available at no charge in Microsoft Hyper-V Server 2008 R2 , que em poucas palavras significa que o Microsoft Hyper-V Server (versão gratuita) sofrerá uma atualização, junto com o Windows Server 2008 R2, fornecendo, gratuitamente, os módulos de alta disponibilidade e escalabilidade encontrados na versão paga. Por que? Bem, acreditamos que muitas empresas, principalmente empresas de menor porte e que estào iniciando no mundo de virtualização precisam ter as mesmas chances e recursos de empresas maiores ou que já possuem o costume de virtualização.

O blog do time do produto (em inglês) fez alguns posts muito interessantes que nos fazem refletir a respeito destes anúncios dos últimos dias: