Canal System Center RSS


PRINCIPAL         SCCM    SCOM    SCSM    SCVMM    SCORCH    SCDPM    MDOP    MOF    Revista Canal System Center


Desafios de compliance e gestão em um mundo cercado de tablets e smartphones

  • Comments 1
  • Likes

 

clip_image001

 

Introdução: O mundo em que vivemos

 

Há poucos anos, talvez apenas o CIO tivesse um Tablet ou um Smartphone, mas se você está no escritório agora, olhe em volta. Você vai constatar mesmo sem olhar as pesquisas de mercado que os dispositivos móveis, smartphones ou tablets estão por todos os lados. Se você está lendo esse artigo num desses dispositivos, uma razão a menos para olhar em volta.

 

Enquanto celebrada por usuários como ferramenta de flexibilização do trabalho, essa tendência traz novos desafios para qualquer área de TI corporativa, seja a empresa grande ou pequena e independente do Mercado de atuação. Há exatos 20 anos, escrevi um artigo sobre os desafios que as áreas de TI (ou o pessoal do CPD como dizíamos na época) enfrentavam com a popularização de microcomputadores e redes em um ambiente tomado por mainframes e UNIX, numa época pré-Internet. Da mesma forma que essa mudança impactou drasticamente a forma de se pensar e executar as tarefas de gestão e segurança, o advento de novos dispositivos traz consigo desafios nunca antes pensados.

 

O admirável mundo novo e os problemas que nos cercam

 

O mesmo usuário em êxtase por acessar seus correios corporativos ou aplicações do tablet pode não apenas ficar frustrado em caso de perda ou roubo de seu dispositivo, mas pode expor dados corporativos. Um gerente de vendas de uma empresa latino Americana que não identificarei no artigo reportou há algumas semanas que seu tablet se perdeu. Quando perguntei onde, sua resposta não poderia ser diferente: “Se eu soubesse onde, poderia voltar a recuperá-lo”. Mais do que o valor do tablet, de uso pessoal, todas as informações sobre clientes, previsão de vendas e ambiente competitivo ali estavam. O valor do tablet passou a ser o menor de seus problemas. Outro caso é um caso pessoal, quando esqueci meu smartphone no teto do carro há pouco mais de 3 anos. Em nenhum dos dois casos o dispositivo foi encontrado. A diferença no final das estórias é que enquanto o gerente de vendas ficou semanas sem dormir (e o pessoal de TI talvez não durma até hoje), eu remotamente apaguei os dados do smartphone.

 

Mais do que a potencial estória trágica, existe a possibilidade de fazer com que as áreas de TI que hoje torcem o nariz e chegam a ser comparadas com a Branca de Neve (Quando a área de negócios fala de mobilidade, TI responde com sete vezes “ah-não”), transforme-se na área do “Sim”, sem abrir mão dos instrumentos de gestão e controle essenciais para o cumprimento do dever.

 

Trazendo ordem ao caos

 

Um dos principais desafios das áreas de TI é a multiplicação de ferramentas ao mesmo tempo que existem reduções significativas de orçamento. Apesar de termos equipes cada vez mais “enxutas” para a gestão das soluções de Tecnologia, o caminho “curto” muitas vezes é adotar diferentes ferramentas. O problema reside na dificuldade de integração, falta de treinamento e claro, as consequências dessas escolhas.

 

Com a quantidade de diferentes dispositivos e suas capacidades, gerenciá-los não é uma das possíveis escolhas. O que fazer por exemplo quando um tablet (seja pessoal ou corporativo) for perdido? Como garantir que documentos que nele reside não cairão nas mãos erradas? É fundamental que essas questões possam ser respondidas de alguma maneira. Pensar na gestão dos dispositivos de forma análoga a questão de PCs não é o suficiente. A abordagem mais inteligente é colocar o usuário no centro das atenções de forma a conceder (ou remover) acesso, assim como gerir os diferentes dispositivos (e redes) pelos quais o acesso pode ser feito. Enquanto alguns dispositivos suportam políticas de segurança mais avançadas, outros eventualmente tem segurança mais branda, mas o poder de gerenciar diferentes dispositivos aplicando políticas adequadas a cada diferente sabor, permite um nível de gestão adequado às necessidades de cada empresa.

 

Movendo do paradigma da branca de neve para a área do SIM

 

A abordagem de gestão unificada de dispositivos com a solução Microsoft tem a vantagem não apenas de colocar o usuário no centro das atenções, mas em especial de utilizar uma solução madura e uma console única para gerenciar PCs e dispositivos, incluindo iPads, dispositivos com Android, Surface RT (ou Pro) e com base em identidades únicas. No diagram (abaixo)

 

clip_image003

 

Sumário

 

As novas necessidades de usuários e áreas de negócio demandam novas formas de se entregar soluções de Tecnologia: Através da gestão unificada de dispositivos com a plataforma System Center e o Windows Intune é possível entregar o nível de serviço esperado pelos usuários em diferentes plataformas de acesso, habilitando formas de trabalho flexíveis sem abrir mão dos controles e gestão de TI necessários para o ambiente de negócios. Os tablets e smartphones não são o fim da área de TI, mas requerem soluções ao mesmo tempo maduras e inovadoras para que a flexibilidade de um não signifique pesadelo do outro.

 

A mudança não é opcional. O drama sim, é opcional.

 

Exemplos e referencias

 

·         People Centric IT

·         Toyota: Habilitando People Centric IT

·         Gestão de usuários e dispositivos

·         Virtual Labs - Desired State Configuration com System Center 2012 R2

 

Autor: Texto escrito por Aylton Souza

 

Obrigado pela leitura e até a próxima publicação,

Abraço.

 

Cleber Marques

Consultor, Escritor e Palestrante especialista em System Center
CleberMarques.com | MOF.com.br | CanalSystemCenter.com.br |
SystemCenter.co

 

 

 

Your comment has been posted.   Close
Thank you, your comment requires moderation so it may take a while to appear.   Close
Leave a Comment
  • parabéns pelo artigo escrito de forma clara e precisa para usuários "comuns" como eu.