Um hábito é um costume; maneira de viver; modo constante de comportar-se, de agir. Quando uma empresa adota uma metodologia, invariavelmente ocorre uma mudança de hábitos. Não que isso seja ruim. Na verdade, na maioria dos casos a mudança é para melhor. O problema é quando se tem que mudar e/ou adotar mais de 3 hábitos de uma única vez em um curto espaço de tempo.

Atrasos ou falhas na adoção de uma nova metodologia são um efeito colateral da falta de tempo para que as pessoas assimilem novos hábitos, que são os procedimentos e novas ferramentas. Esse efeito colateral é decorrente de se subestimar o aspecto psicológico e cultural das empresas. Além disso, é muito comum que as pessoas resistam às mudanças.

Não adianta treinar , comprar computadores novos, criar documentos detalhados e colocar tudo no ambiente tecnológico mais desenvolvido se as pessoas não tiverem tempo para criar um novo hábito.

Sugiro que seja levantado quais hábitos serão modificados pelos processos, e lembre-se que a relação é de n-1, ou seja, vários hábitos são modificados por um único processo.

Minha sugestão é que as empresas não foquem nos processos, mas nas mudanças de hábitos. A cada periódo de um mês uma pequena quantidade de hábitos são alterados e acompanhados de perto, de forma que após a sua adoção, outros novos hábitos vão sendo inseridos. Ao final de 6 meses a um ano a empresa terá mais processos implementados do que se fosse implantar tudo de uma só vez.

Pense nisso.